Blog Faccia – Cirurgia Plástica e Clínica de Estética

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

O botox não está indicado nos casos de sinais de envelhecimento avançado e, em excesso, dá origem a uma face enrijecida, perdendo a sua graça e naturalidade.

Vaidosas, as mulheres estão dispostas a combater as rugas e desta forma estão cada vez mais adeptas da aplicação de toxina botulínica tipo A, que é popularmente chamada de “botox”. Mas não são só as mulheres que, atualmente, procuram este tratamento milagroso. Há dias em que a nossa clínica se enche apenas de homens a recorrer a este e a outros tipos de tratamentos.

Como é feita a aplicação de toxina botulínica tipo A, ou “botox”?

Este tratamento é feito através da aplicação de pequenas micro-injeções, praticamente indolores, em várias zonas da face.

De todos os tratamentos estéticos existentes nas clínicas de cirurgia plástica e estética, a aplicação de toxina botulínica é o tratamento mais efetuado. A preferência por este tratamento deve-se ao seu resultado que não é atingido por nenhum outro. Este tratamento atua a nível muscular e costuma ser muito eficiente.

Há quem diga que este tratamento é viciante, e percebemos de onde vem esta ideia. Quem faz toxina botulínica uma vez acaba por voltar a fazer. No entanto, acreditamos que a repetição do tratamento se deve aos bons resultados do mesmo.

A ação do “botox” é eficaz para amenizar as chamadas rugas dinâmicas, originadas por movimentos de expressão, que surgem quando os músculos da face estão em movimento. Por outro lado, também atua sobre as rugas estáticas, que são visíveis mesmo quando o rosto está em repouso. Contudo, há que esclarecer que, ao contrário do que muitos pensam, o “botox” não atua na flacidez da pele.

É conveniente esclarecer ainda que o uso excessivo deste e de outros tratamentos estéticos, assim como a sua realização por profissionais não médicos (sem preparação para a aplicação do produto) causam problemas desagradáveis. Por exemplo, pode resultar em:

  • Assimetria facial — quando uma sobrancelha fica mais erguida do que a outra, uma parte do rosto mais “paralisada” ou até mesmo um olho mais fechado do que o outro.
  • Inibição das expressões naturais, que podem provocar um sorriso falso, ou uma testa lisa demais, sem as linhas inerentes ao rosto.

O efeito da má utilização da toxina só diminui quando ela perde o seu efeito, podendo demorar de quatro a seis meses.

Até quando usar “botox” e quando fazer a chamada “cirurgia plástica na face”?

A questão de tratar rugas antigas e muito profundas divide as opiniões, mas o “botox” atua melhor na pele com um grau de envelhecimento suave e médio. O envelhecimento muito avançado pode até ser tratado com a toxina, mas como complemento a tratamentos cirúrgicos.

Devido à idade, do avanço do envelhecimento e até mesmo da durabilidade do procedimento, muitos pacientes preferem a realização de uma cirurgia plástica. Algumas das cirurgias gold standard para o tratamento do envelhecimento facial global são:

  • Lifting facial
  • Blefaroplastia
  • Lifting frontal
  • Lifting cervical

Para eliminar as rugas da testa, ao redor dos olhos (os chamados pés de galinha), e em outras áreas, e também os vincos entre o nariz e a boca, entre outras marcas na pele, há procedimentos cirúrgicos muito eficazes que conferem à face um semblante mais leve e alegre:

  • Ritidectomia
  • Minilifting
  • Levantamento das sobrancelhas

Múltiplas cirurgias plásticas na face: vale a pena?

Há quem se aventure a fazer mais de um procedimento de uma vez, podendo ainda aperfeiçoar o nariz e o queixo. Mas, para tamanha ousadia, sem dúvida é necessário consultar um médico especializado e ver o que realmente é necessário e possível, de forma a preservar a saúde do paciente e obter um resultado natural.

Uma grande vantagem de fazer mais de uma cirurgia na mesma altura é que evita que a pessoa passe por dois pré e pós-operatórios. Outro benefício é a economia, já que os custos são menores, pois será apenas uma anestesia e um internamento. Mesmo economizando em algumas despesas, juntar procedimentos tem um custo alto, mas não centralize a sua decisão apenas na questão económica uma vez que o barato pode ser caro.

Em suma, seja através de um tratamento estético com a toxina botulínica ou de uma cirurgia estética, é importante investir na sua autoestima. Procure obter uma aparência saudável, leve, não cansada, natural e bonita em simultâneo. Tudo com equilíbrio e sem exageros!


Formulário de Contacto


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

be a pal and share this would ya?
Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?