Dr. Miguel Andrade

Tem dúvidas? Fale comigo.

Consulta 3D

Clique aqui

Enxerto de gordura

O enxerto de gordura do próprio paciente já é uma técnica consagrado na medicina e pode utilizar-se a gordura em excesso do abdómen, das coxas, das costas, etc, para preencher as regiões que necessitam.

 

A região dos glúteos é a que mais frequentemente recebe o enxerto de gordura, mas também é muito utilizada para preencher os sulcos da face ou o dorso das mãos cujos sinais de envelhecimento se tornam evidentes com a idade, ou ainda, corrigir cicatrizes profundas em diversas regiões do corpo, ou malformações congénitas que causam assimetrias no corpo ou na face.

A principal vantagem de utilizar gordura do próprio paciente para preenchimento e aumento de volume é que não há rejeição, já que o material de enxertia pertence ao próprio paciente.

A desvantagem é que uma parte da gordura enxertada é reabsorvida pelo organismo e não é possível prever qual será a taxa de absorção. 

Por isso, nalguns casos, torna-se necessário mais de uma intervenção para obter um resultado definitivo. 

Para reduzir a taxa de reabsorção, têm sido tentadas algumas técnicas, como a centrifugação da gordura, com resultados ainda não conclusivos, mas promissores, assim como a adição de factores de crescimento á gordura enxertada.

 

De qualquer forma, a cirurgia plástica e estética que enxerta gordura do próprio paciente para preencher sulcos e depressões, deixa cirurgiões e pacientes esperançosos, pois promete esculpir o corpo sem o uso de materiais estranhos ao organismo.

Mas como é que se obtém a gordura necessária para ser enxertada? A sua obtenção é conseguida através de um dos procedimentos estéticos mais utilizados em todo o mundo - a lipoaspiração. Desta forma consegue-se atingir dois objectivos: reduzir o volume de determinadas áreas anatómicas e realçar/aumentar outras. Este procedimento em termos gerais designa-se de lipoescultura.

 

A chamada lipoescultura utiliza a gordura de determinadas regiões,  que após sofrer uma preparação especial, é usada para esculpir regiões do corpo que precisam de preenchimento, como os glúteos, os sulcos da face, as mãos envelhecidas ou cicatrizes profundas.

 

A realização deste tipo de cirurgia estética deve ser efectuada por um especialista cirurgião plástico e estético reconhecido, com alguns anos de prática, membro da Sociedade de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética e da Ordem dos Médicos do  respectivo país, pois, tal como é de conhecimento geral, na actualidade, infelizmente, existem médicos gerais, médicos “estéticos”, médicos especialistas de outros áreas como ginecologistas, cirurgiões gerais, otorrinolaringologistas e outros que se aventuram no mundo das cirurgias plásticas e estéticas.
 

Não fique com dúvidas e antes de se decidir em fazer qualquer cirurgia estética poderá consultar o site da Ordem dos Médicos e da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética e verificar se o médico que escolheu tem as competências adequadas.

blog faccia artigos relacionados com enxerto de gordura

    Sem artigos disponíveis

Ao usar este website, está a aceitar a utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e apresentação de anúncios.