Blog Faccia – Cirurgia Plástica e Clínica de Estética

Aumento das mamas e vias de acesso

Aumento das mamas e vias de acesso

Na mamoplastia de aumento a via de acesso tem a função de permitir ter-se “acesso” ao local/cavidade onde se irá colocar os implantes mamários.

A escolha da via de acesso é de extrema importância, uma vez que a sua localização vai definir ondeCaptura de ecrã 2016-01-22, às 10.15.19 se localizará a cicatriz resultante da cirurgia.

Assim como noutras “plásticas”, há sempre os fervorosos defensores de uma determinada via em detrimento das outras.

Pessoalmente não vejo nenhuma via de acesso superior à outra. Penso que, no final das contas, se assemelham, tendo todas elas vantagens e desvantagens.

Na minha prática clinica utilizo todas as vias de acesso existentes, excepto a via transumbilical, da qual não tenho experiência e verdade seja dita a nível europeu não é, nem nunca foi, muito usada.

A meu ver a via de acesso não deve ser imposta; pelo contrário, a decisão deve ser tomada em conjunto com a paciente, pois é importante que a paciente nos informe onde qual a localização da cicatriz que menos a incomoda.

Na mamoplastia de aumento as vias de abordagem existentes são:

  • Via periareolar – A incisão semicircular é realizada no limite da aréola, normalmente na metade inferior da mesma. A cicatriz resultante costuma ser de boa qualidade, pois fica camuflada” na transição entre a pele da aréola e a da mama. Em pacientes com a aréola pequena esta via não pode ser usada, pois a incisão não terá o tamanho suficiente (4,5 a 5,0 cm) para permitir a introdução do implante.
  • Via inframamária – A incisão retilínea localiza-se no sulco infra-mamário, com o intuito de esconde-lanuma dobra natural do corpo.
  • Via AxilarRealiza-se a incisão na axila, mais precisamente numa das pregas axilares, com o intuito de “disfarçar” a cicatriz. O grande atrativo desta técnica é a ausência de cicatrizes na mama.
  • Via Transabdominal – Só pode ser utilizada quando da realização concomitante de uma abdominoplastia, o que limita a sua utilização. Nesta técnica, os implantes são inseridos pela incisão da abdominoplastia através de túneis que vão até as mamas. Do mesmo modo que a via axilar, possui a grande vantagem de não apresentar cicatrizes nas mamas.
  • Via Transumbilical – Consiste na introdução dos implantes mamários por uma pequena incisão no umbigo através de túneis até as mamas. Esta técnica somente é possível com a utilização de implantes de soro fisiológico (são introduzidos vazios e são preenchidos com soro fisiológico durante a cirurgia). Esses implantes são de pior qualidade que aos implantes de silicone altamente coesivo, largamente utilizados no mundo inteiro.

Nunca é demais salientar que a realização deste tipo de cirurgias estéticas deve ser efectuada por um especialista cirurgião plástico e estético reconhecido, com alguns anos de prática, membro da Sociedade de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética e da Ordem dos Médicos do respectivo país, pois, tal como é de conhecimento geral, na actualidade, infelizmente, existem médicos gerais, médicos “estéticos”, médicos especialistas de outros áreas como ginecologistas, cirurgiões gerais, otorrinolaringologistas e outros que se aventuram no mundo das cirurgias plásticas e estéticas.

Não fique com dúvidas e antes de se decidir em fazer qualquer cirurgia estética poderá consultar o site da Ordem dos Médicos e da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética e verificar se o médico que escolheu tem as competências adequadas.

Mas onde posso fazer uma mamoplastia de aumento? Basta deslocar-se à Clínica Faccia em Lisboa, ou ligar para o número de telefone 213 714 116. Para mais informações sobre mamoplastia de aumento visite o nosso site em www.faccia.pt.


Formulário de Contacto


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

be a pal and share this would ya?
Aumento das mamas e vias de acesso